Enquanto uns estocam gasolina, outros ainda protestam silenciosamente

Família fica ao lado dos manifestantes por acreditar a mudança

Muitos estão em filas brigando e disputando a carniça. Eu mesmo fiz os registros do povo se matando no pós greve.

E esta senhora nos da o exemplo de como ajudar a mudar o sistema.

Muito respeito por ela e peço a todos: façam sua parte.

Indiferente se você acredita ser o movimento dos motoristas, devemos tentar mudar. Ou mudamos, ou nossa sociedade vai entrar em conflito em breve.

Pequenos problemas como os que ocorreram durante o desabastecimento nem ocorreriam se tivessemos consciência sobre o todo.

É inadimissivel termos chegado a esse ponto. Protestar diariamente é preciso. Assim teremos a mudança ocorrendo totalmente.

Se não passar de pensamentos para atitudes, os protestos não serão ouvidos. Ficar bravejando nas redes sociais só nos faz patéticos.

Temos de protestar diariamente; abaixo uma lista de atitudes de protesto que podemos utilizar para diminuir o sistema é aumentar o poder do povo:

  • Consuma com responsabilidade e respeito ao meio ambiente.
  • Consuma produtos locais, não industrializados.
  • Use dinheiro e não cartões. A energia do dinheiro precisa voltar a fluir.
  • Limpe armários e gavetas e doe o que for possível. Diminuindo a falta, teremos mais prosperidade coletiva.
  • Se possível, alugue um cômodo a quem precisa se estabelecer.
  • Diga eu te amo e tenha atitudes amorosas: oa corações de pedra passaram a amolecer
  • Vá de bike, transporte coletivo e admire o caminho.
  • Desligue o celular e leia um livro.
  • Doe um livro em um ponto de ônibus
  • Plante flores e frutos em uma avenida movimentada. Jogue sementes nas marginais.
  • Cobre seus direitos: consulte as escolas, postos de saúde e reclame ao seu vereador.
  • Participe das associações de bairro da sua regiao.
  • Tenha em mente que você é parte do problema é é tambem da solução.

Vamos fazer um Brasil melhor para o mundo.

Confira o Tweet de @leonypacheco: https://twitter.com/leonypacheco/status/1001463838808662016?s=09

Greve dos caminhoneiros expõe a falta de realidade do Brasil em geral

Realidade briga com discurso de políticos e população perante a greve dos caminhoneiros

A greve dos caminhoneiros demonstra o quanto somos desorganizados como sociedade. Nosso nível de desenvolvimento é muito raso. Somos um país do jeitinho, do furar fila e da cara de pau. E no momento em que uma greve mobiliza um pilar de nosso desenvolvimento, agimos como formigas em meio a uma enchente. Minto. Formigas não comeriam umas as outras.

Os políticos começaram a se atacar em busca de prestígio eleitoral. Depois fizeram acordos com sindicatos patronais e colocaram no rabo do contribuinte. Ao contrário do que imaginavam, ninguém caiu no conto do fim da Cide ( 1% do preço) e da manutenção dos privilégios e altos salários.

Posteriormente descobriram que negociaram com o sequestrador errado. Eos reféns – os contribuintes – reclamaram de terem de perder a perna para poder ser salvos. Com a população a favor da manifestação, ficou ruim pro governo.

A população por sua vez, ao invés de sustentar a manifestação, fez o que sabe de melhor e pensou no próprio umbigo: correu pros postos, encheu o tanque sem necessidade, foi pro supermercado, comprou 45 kg de arroz e disse que estava fazendo o que todos estavam fazendo.

Mídias tradicionais e políticos ignoraram internet e a realidade

Como cereja do bolo, as emissoras de rádio e Tv brigavam com a internet pela verdade contada a seu modo. Enquanto na internet víamos apoio, solidariedade, tentativas de organização e pedidos diversos de redução das mordomias dos políticos, na Tv e rádio vimos o governo negociando um plano para salvar o próprio rabo.

Com a certeza de que todos nós somos culpados por termos eleito políticos covardes, acredito que tenhamos que começar a abrir mão de certas liberdades em prol da ordem e progresso. Recebi de diversas pessoas manifestações sobre a tomada de poder por parte dos Militares. Abaixo um audio que recebi.

Não sei se deixando nas mãos dos militares, não estaremos fazendo o mesmo que fizemos ao entregar o poder aos eleitos pelo povo. Não soubemos escolher a principio, acredito que não saberemos escolher melhor saída no final.

As raizes dos problemas, mais uma vez, ficam escondidas sobre várias camadas da cebola do sistema. Se quiser entender mais sobre o assunto, clique aqui